FANDOM


Principal

Biografia
Características
Desenvolvimento
Jogabilidade
Citações
Aparições
Galeria
Curiosidades

"Meu nome é Rebecca Chambers! Mas para você é Oficial Chambers!"
— Rebecca para Billy Coen, depois de se encontrarem pela primeira vez.[9]

Rebecca frase - Thats officer Chambers to you

Dra. Rebecca Chambers (レ ベ ッ カ ・ チ チ ン バ ー ス, Rebekka Chembāsu) é uma conselheira da Aliança de Avaliação de Segurança de Bioterrorismo e ex-membro novato do Serviço de Táticas Especiais e Resgate designada a Equipe Bravo, sendo a responsável pelas necessidades médicas da unidade devido seu amplo conhecimento em bioquímica.

Biografia

Início da Vida e carreira na Aplicação da Lei

Quase nada se sabe da vida pessoal de Chambers além de que ela era uma ávida fã de basquete desde pequena e por ser uma gênio prodígio, o que a permitiu se formar em química na universidade aos 18 anos.[10][11] Graças a esse histórico acadêmico tão valioso, seus talentos a fariam ser cotada por várias empresas químicas que a procuraram uma após a outra a fim de lhe empregar, incluindo a Corporação Umbrella, no entanto, ela recusou as propostas de todas elas e, em vez disso, decidiu seguir carreira na aplicação da lei. Foi então que em junho de 1998, Chambers fora recrutada pelo Serviço de Táticas Especiais e Resgate (S.T.A.R.S.), a divisão de forças especiais do Departamento de Polícia de Raccoon City, o que a tornou a oficial mais jovem a ser escolhida para unidade.[12] Integrada a equipe Bravo, ela fora designada para servir na posição de apoio da unidade e como seu médico por causa de sua expertise em medicina.[10][12] Entretanto, devido sua tenra idade e inexperiência em combate, seu colega oficial, Richard Aiken, foi encarregado de cuidar dela nas missões.[13]

Além de sua adesão a S.T.A.R.S., Chambers também se juntou ao time de basquete interno da R.P.D. a ponto de sempre jogar com seus amigos nos dias de folga.[Carece de fontes]

Primeira Missão

"Minha primeira missão e eu já desobedeci ordens. Que forma de começar minha grande carreira policial."
— Rebecca, após mentir para Enrico pelo rádio para proteger Billy.[14]

Chambers se juntou a S.T.A.R.S. durante um período difícil no Departamento de Polícia de Raccoon. Desde 20 de maio de 1998, a polícia estava investigando uma série de ataques de animais e assassinatos canibais ocorridos em algum lugar na Floresta de Raccoon, mas em particular na seção das Montanhas Arklay ao noroeste da cidade. Como falharam em estabelecer quaisquer suspeitos em meados de julho, o R.P.D. designou formalmente os S.T.A.R.S. para o caso.

STARS Equipe Bravo investigando

Equipe Bravo da S.T.A.R.S. investigando a Floresta de Raccoon.

Na noite de quinta-feira, 23 de julho, a equipe Bravo decolou em um Bell UH-1 Iroquois e voou para o noroeste das montanhas Arklay. Já tarde da noite, o transporte aéreo teve problemas no motor, forçando a equipe a fazer um pouso de emergência na floresta, embora fosse desconhecido para a unidade que a falha no helicóptero foi resultado de sabotagem.[nota 1] Durante a busca inicial na área, o grupo descobriu um furgão da MP destruído e revirado que transportava um prisioneiro, o segundo-tenente da Marinha, Billy Coen, para execução. O mesmo não estava entre os mortos dentro do veículo, o que o fez ser visto imediatamente como suspeito de matar os soldados do exército. Consequentemente, a equipe Bravo decidiu priorizar a captura de Coen ao invés de continuar a investigação sobre os assassinatos enquanto o piloto do R.P.D., Kevin Dooley, permaneceu no helicóptero.[15]

Ecliptic Express Incidente

Chambers investigando o Ecliptic Express.

Durante a procura na floresta adentro, a equipe se separou a fim de ampliar o campo de busca, apenas para logo depois ser atacada por um bando de cães mutantes; Dooley foi morto imediatamente enquanto Edward Dewey sofreu ferimentos graves causados pelos monstros que vagavam pela região. Já o Capitão Enrico Marini, Kenneth J. Sullivan, Forest Speyer e Aiken se abrigaram na Mansão Spencer, onde mantiveram contato limitado com Chambers devido a constante interferência no sinal do rádio. Em meio a esses acontecimentos, a busca de Chambers a levou a frente de um trem particular para funcionários da Umbrella, o Ecliptic Express, e ao investigá-lo por dentro, ela descobriu que seus ocupantes haviam se transformado em zumbis, tendo sido infectados por sanguessugas mutantes durante um ataque ao transporte duas horas antes.[15][16] O próprio Dewey mais tarde se transformou em um zumbi depois de alcançar Chambers dentro do trem e desmaiar na frente dela, o que a fez presumir que ele havia morrido devido seus ferimentos antes de ser obrigada a matá-lo quando o mesmo tentou atacá-la.[17][18] Coen também foi encontrado no trem e estava disposto a cooperar com Chambers para escapar da armadilha mortal que o local se transformou, mas se recusou a se entregar.[17] Uma vez então que ambos uniram forças, o trem repentinamente voltou a entrar em movimento devido as ações da Equipe Delta, uma unidade do Serviço de Segurança da Umbrella enviada para controlar a situação, mas eles próprios acabaram sendo atacados e infectados por sanguessugas pouco após ligarem o transporte ferroviário, que como consequência, acabou saindo de controle.[19] Os relatos divergem sobre as ações tomadas por Chambers e Coen durante esses acontecimentos, com um afirmando que eles tentaram parar o trem ativando seus freios antes que descarrila-se, enquanto em outro, os dois foram pegos completamente de surpresa pelo evento e não puderam fazer nada para impedir o ocorrido. O que quer que tenha acontecido, o trem acabou descarrilando ao entrar na estação ferroviária abaixo do centro de treinamento executivo da Umbrella, mas apesar da terrível provação, eles conseguiram sobreviver.[20][21]

Já em novo terreno, Chambers e Coen exploraram a ampla instalação de treinamento e seu laboratório, descobrindo breves momentos sombrios na história do local, como o uso de armas bio-orgânicas, a insanidade cada vez mais forte do diretor laboratorial e a rivalidade crescente entre dois funcionários, um dos quais tinha o mesmo nome que o líder da S.T.A.R.S..[22][23][24] Os dois também encontraram problemas várias vezes enquanto percorriam a instalação, com Chambers em particular sendo atacada por uma enorme centopeia, e quase caindo em um abismo para a morte após ser emboscada por um macaco mutante, só que felizmente para ela, Coen chegou a tempo de salvá-la em ambas ocasiões.[25][26][27] Em vista dos acontecimentos, dado a confiança que começou a ter com ele, Chambers passou a ter dúvidas se as acusações contra Coen eram reais e questionou-o sobre isso. O mesmo então revelou que, operando com informações falsas, sua unidade militar se dirigiu a uma aldeia africana que se acreditava ser usada como campo de treinamento de terroristas, mas na verdade estava cheia de civis inocentes; não querendo voltar de mãos vazias, o oficial comandante da unidade ordenou as execuções dos moradores e usou Coen como bode expiatório.

RE0 Enrico encontra Rebecca

Rebecca encontra Enrico nas instalações subterrâneas do Centro Executivo da Umbrella.

Posteriormente, a exploração de ambos nos subterrâneos da instalação laboratorial os levaram a descobrir outros feitos sombrios do local, como a experimentação humana.[22][28] Uma vez então que alcançaram uma gôndola subterrânea e a ativaram, Coen teve que empurrar Chambers para fora do caminho de outro macaco mutante que estava atacando, fazendo com que os dois caíssem nas águas abaixo e se separassem.[29] Por conta própria, Chambers conseguiu chegar ao outro lado da passagem subterrânea, onde encontrou o capitão Marini.[30] Contando a ele sobre a perda de Coen, Marini relutantemente concordou em deixá-la procurá-lo, desde que fosse cuidadosa. Depois disso, ele voltou para o ponto de encontro de sua equipe.[30] Seguindo então caminho para um elevador, a veneziana de aço atrás Chambers se fechou e um monstro humanoide grotesco atacou-a por trás dos escombros.[31] Uma vez que incapacitou a criatura, ela desceu com elevador até a uma estação de tratamento de água, onde nas corredeiras abaixo, encontrou Coen inconsciente sendo arrastado para um túnel de drenagem abaixo.[32][33]

Conseguindo então ativar o dreno da represa da instalação a tempo, Chambers resgatou Coen e se reuniu com ele, mas, para o horror de ambos, eles também descobriram que os ossos de muitas pessoas usadas ​​nos experimentos do diretor do laboratório jaziam jogados no local.[34] Determinados a saírem do local com vida, os dois se empenharam ainda mais para enfrentar e ultrapassar as adversidades intransponíveis dos subterrâneos antes de alcançarem à saída.[35] No entanto, ao chegarem lá, eles encontraram ninguém menos que o diretor da instalação, James Marcus, estranhamente rejuvenescido ao invés de ser um homem idoso.[36] O médico então explicou a Chambers e Coen sobre sua morte horrível pelas mãos da Umbrella em conluio com seus alunos Albert e William, seu "renascimento" através de suas sanguessugas e se revelou como o responsável por disseminar o T-Vírus na região de Arklay.[36] Todavia, para surpresa de ambos, o homem de repente começou a vomitar sanguessugas antes de se transformar em uma aberração doentia semelhante a sanguessugas, os atacando logo depois.

Rebecca e Billy se saúdam

Chambers e Coen se cumprimentam antes de se separarem.

Durante o confronto, embora a criatura parecesse imune a armas de fogo, Chambers e Coen logo descobriram rapidamente que Marcus era vulnerável à luz solar.[37] Coen então atraiu a atenção do mutante enquanto Chambers abriu a escotilha do telhado, expondo Marcus à luz do dia.[37] Logo em seguida, ela lançou uma Magnum para Coen, que atirou na criatura em seu estado enfraquecido, matando-a definitivamente.[38] O monstro então despencou em um poço de elevador de carga enquanto era engolfado pelas crescentes chamas do local que foram desencadeadas após o cronômetro de autodestruição da instalação chegar a zero.[38] Neste meio tempo, Chambers e Coen conseguiram escapar pouco antes de tanto a instalação quanto o centro de treinamento explodirem.[38] Já acima de um penhasco a uma distancia do local, Chambers pegou a plaqueta do exército de Coen, um símbolo da morte de um soldado, a fim de dar a ele uma chance de liberdade. Ambos então se despediram com uma saudação militar antes de Coen seguir em direção a floresta, para nunca mais ser visto.[38] Após o mesmo partir, ao olhar para baixo da borda do penhasco, Chambers notou uma mansão; sobre a qual ela se lembrava de que Marini lhe contara e seguiu para lá.

Incidente da Mansão

"Depois de me separar de Billy, eu fui para a mansão onde a equipe Bravo iria se reencontrar. Quando cheguei, descobri que nenhum dos outros estava lá e a mansão estava desconfortavelmente silenciosa. Eu estava exausta com os eventos do dia anterior e antes que percebesse, caí em um pesadelo."

Rebecca & Richard UC 2

Chambers é encontrado por Aiken na Mansão Spencer.

Depois de se separar de Coen, Chambers chegou à mansão naquela manhã, apenas para não encontrar ninguém lá.[39] Cansada com as experiências da noite anterior, ela adormeceu em um dos quartos do dormitório dos empregados. Durante a noite de 24 de julho, ela teve pesadelos recorrentes em relação a uma cobra gigante e acabou sendo encontrada por Aiken, que a acordou.[39] Os dois então vasculharam a propriedade em busca de Marini, com quem acreditaram que estariam mais seguros após a divisão da equipe.[39] No entanto, devido a uma grande quantidade de aranhas gigantes, os dois foram forçados a abortar a busca pelo terreno e entraram na mansão, sem saber que seu capitão logo entraria nos túneis escuros perto da toca das aranhas.[39] Ao chegarem na mansão e afastarem alguns monstros, ela e Aiken começaram a perceber que os eventos na mansão estavam relacionados aos assassinatos de Arklay que o R.P.D. estavam investigando, o que os fez concordarem que precisavam se concentrar na sobrevivência em primeiro lugar. Durante essa empreitada, enquanto exploravam ao redor da mansão, Chambers e Aiken também testemunharam Sergei Vladimir e um Ivan carregando um saco para cadáveres em direção à floresta, fazendo com que eles suspeitassem de todo o caso.

Seguidamente após verem Vladimir partir, Chambers e Aiken foram repentinamente atacados por um bando de corvos. Uma vez que Aiken os espantou com tiros, Chambers questionou-se ambos seriam os únicos membros restantes da equipe Bravo. A conversa deles, no entanto, acabou sendo interrompida ao serem emboscados por uma cobra gigante. Eles então foram forçados a fugir, eventualmente conseguindo escapar temporariamente pelos corredores. Ambos acabariam encontrando a cobra novamente na biblioteca do sótão.[nota 2] Após uma longa batalha, Aiken empurrou Chambers para fora do caminho da cobra quando a criatura foi atrás dela, acabando ficando preso na boca do réptil. Temendo atingir Aiken enquanto tentava mirar na cabeça da cobra, Chambers decidiu atirar na parte inferior do corpo serpentino do monstro, o que o irritou o suficiente para cuspir o oficial e fugir em seguida. Ao então se reunir com Aiken que ficara gravemente ferido, o mesmo disse a Chambers para ter esperança de que alguém os resgatasse, mas a mesma estava lutando com a sensação de que a situação deles era desesperadora.[40]

Rebecca reunida Jill e Chris durante a fuga da mansão

Chambers se encontra com os membros da equipe Alfa, Jill Valentine e Chris Redfield, antes de escaparem da mansão.

Posteriormente, a equipe Alfa foi enviada para resgatar a equipe Bravo.[41] Chambers então foi encontrada por Chris Redfield, cuja equipe enfrentou um problema semelhante ao da equipe Bravo. Aiken, por sua vez, daria a Redfield seu rádio para que ele pudesse pedir ajuda, sem saber que estava quebrado.[nota 3] Eventualmente, após a morte de Aiken, Chambers e Redfield descobriram que o líder da equipe Alfa, Albert Wesker, foi quem planejou a morte de vários membros da S.T.A.R.S., sendo pessoalmente responsável pelo assassinato do capitão Marini, deixando Chambers como a única sobrevivente de sua equipe. Ela também foi baleada por Wesker, mas sobreviveu devido ao seu colete à prova de balas. Uma vez então que o algoz traidor despertou o monstruoso humanoide chamado de "Tirano", apenas para ser rapidamente empalado por suas garras e ser deixado como morto, os outros sobreviventes bateram em retirada após incapacitarem a arma bio-orgânica rebelde. Depois de escaparem, Redfield e Chambers, junto com os membros da equipe Alfa, Jill Valentine e Barry Burton, dirigiram-se para o heliporto após a autodestruição da mansão ser ativada.[42] Entretanto, o Tirano se curaria de seus ferimentos e voltou a perseguir os sobreviventes da S.T.A.R.S., os atacando sem piedade.[43] Felizmente, o piloto da equipe Alfa, Brad Vickers, apareceu sobrevoando o local e deixou cair um lança-foguetes para ser usado no monstro.[43] Uma vez que a criatura foi enfim erradicada pelo míssil explosivo, os quatro escaparam com Brad de volta para casa pouco antes da mansão ser destruída.

Após seu retorno ao trabalho depois de uma breve hospitalização, Chambers escreveu seu relatório sobre o incidente no qual ela mentiu sobre a "morte" de Coen a fim de impedir uma nova caçada por ele.[44] Algum tempo depois, ela deixou Raccoon City antes do surto do T-Vírus que consumiu a cidade em setembro de 1998.

Carreira na B.S.A.A. e Surtos em Minnesota

"Eu sou conselheira da B.S.S.A., Rebecca Chambers. Da próxima vez, é melhor atirar na cabeça deles se não quiser morrer."
— Rebecca, para Tyler Howard.

Rochester, Minnesota surto

Chambers e Tyler Howard durante os surtos de Minnesota.

Algum tempo depois da destruição de Raccoon City, Chambers continuou com sua educação universitária para obter um doutorado no campo da virologia, tendo a intenção de ajudar seus amigos mais experientes em combate como um suporte de apoio enquanto a Aliança de Avaliação de Segurança de Bioterrorismo estava sendo formada. Nesse período, ela seria convidada por Redfield para ingressar na organização como conselheira, o que ela viria a aceitar. Posteriormente, quando uma cepa do T-Vírus se espalhou por St. Cloud, Minnesota e Rochester em 2005, Chambers participou de sua defesa. Ela salvou o policial Tyler Howard dos zumbis, ensinando-o a mirar na cabeça para matar os infectados, e trabalhou com ele durante os surtos.[45]

Incidente na Universidade da Austrália

"Eu enviei o pedido de investigação e pude entrar aqui disfarçada com a ajuda da B.S.S.A. na posição de professora eventual. Mas eu estava tendo dificuldade em descobrir a verdade."
— Rebecca, para Chris e Piers Nivans, sobre sua investigação na universidade.

Biohazard the stage 03

Chambers em seu disfarce como professora em Filosofia.

Em 2010, a Dra. Chambers foi contratada como professora universitária, juntamente com seu trabalho como consultora da B.S.A.A.. Este duplo papel permitiu-lhe utilizar laboratórios universitários para continuar o seu trabalho. No mesmo ano, ela recebeu ordens para se infiltrar em uma universidade em Filosofia, na Austrália Ocidental, como professora eventual de ciências, a fim de investigar uma série de casos de pessoas desaparecidas que a B.S.A.A. acreditava estarem relacionados a uma pesquisa ilegal de armas biológicas. Durante a fase preliminar da investigação, as informações colhidas por Chambers a levaram a seu primeiro suspeito, o Dr. Liam Howard, um americano que compartilhava o mesmo sobrenome de um pesquisador da Umbrella que desapareceu em 2003, só que a dificuldade em reunir mais informações devido as ações do reitor Ezra Sennett, que estava pagando propinas para a polícia da região investigarem os acontecimentos sob sigilo, a impediram de descobrir mais sem comprometer seu disfarce.

Rebecca Chris Redfield Piers Nivans incidente na universidade

Chambers, Redfield e Piers Nivans durante o surto na Universidade de Filosofia.

A investigação toda em si acabou em fracasso, isso devido a um repentino surto de T-Vírus que rapidamente se espalhou por toda universidade. Uma equipe da B.S.A.A. em standby foi então chamada por Chambers, sendo constituída pelo Cpt. Redfield, Piers Nivans e Sophie Home. Após contar suas suspeitas sobre Howard para Redfield, eles seguiram para o laboratório do professor, onde acabaram encontrando evidências que o ligavam à Umbrella. Entretanto, Barrington Mayer, um detetive que estava investigando os desaparecimentos na universidade, se revelou como um traidor sob ordens do reitor Ezra e sequestrou tanto Chambers quanto o professor Howard a fim de obrigar Redfield a encobrir as evidências do incidente.

Uma vez estando presa com Howard em seu esconderijo secreto, o mesmo conta a Chambers toda a extensão de sua pesquisa - ele estava trabalhando secretamente com o reitor da universidade para abduzir estudantes a fim de serem geneticamente alterados com genes reguladores de cognição para torná-los mais inteligentes. Mary Gray foi a única candidata bem-sucedida, com os outros se tornando zumbis. O doutor também tinha participado de um experimento não autorizado no laboratório da universidade, tendo usado genes retirados dos restos mortais do gigante irlandês a fim de que pudesse ressuscitar de alguma forma seu filho, Tyler, que ele acreditava ter morrido em Rochester, sem saber que o mesmo na verdade havia falsificado sua morte para entrar no Serviço Secreto americano e estava na universidade justamente tentando impedir a pesquisa ilegal.

Posteriormente, uma vez que Chambers conseguiu fugir e se reuniu novamente com a equipe da B.S.A.A. depois que conseguiram eliminar a ameaça de um Tirano infundido com a nova cepa 't' que havia sido liberado por Howard para oprimi-los e o próprio homem acabar sendo morto por seu filho após ter se infectado, eles tiveram que finalmente lidar com Gray, que devido ter se tornado mentalmente instável desde a experimentação nela, causou o incidente viral na universidade como parte de seus planos para "remodelar" o mundo antes de se transformar em uma monstruosidade mutante horrível. Quando a criatura estava prestes a atacá-los após o grupo não conseguir retardá-la com as armas que tinham em posse, Chambers conseguiu encontrar um lança-foguetes e o entregou a Redfield, que prontamente a usou a fim de destruir Gray. Após isso, os sobreviventes evacuaram o campus de helicóptero.

Incidentes do A-Vírus e surto em Nova York

"A gente pegou os vilões. Esperando que o mundo esteja mais seguro."
— Rebecca, para Chris depois de impedirem a ameaça do A-Vírus.

Rebecca analisando cepas de A-Virus

Chambers analisando cepas de A-Vírus

Algum tempo depois dos ataques bioterroristas de 2013, Chambers vinha pesquisando a cura para uma nova cepa viral desenvolvida pelo bioterrorista Glenn Arias. A pesquisa foi conduzida no Instituto Alexander de Biotecnologia, em Chicago. Durante a fase de conclusão dos dados, Maria Gomez atacou a instalação, infectando todos os funcionários, exceto Chambers, graças ao seu protótipo de vacina. Redfield e seus soldados B.S.A.A. então chegaram bem a tempo de salvar Chambers dos infectados. Posteriormente, ao saber que a misteriosa cepa do vírus tinha semelhanças com o parasita Las Plagas usado pelos Los Iluminados, Chambers acompanhou Redfield para se encontrar com o agente da D.S.O., Leon Scott Kennedy, para pedir sua ajuda. Durante o percurso, os agentes Nadia e Damien perguntaram a Chambers por que ela abandonou sua carreira de policial para se tornar cientista, o que a fez responder que enquanto Redfield lutava contra o bioterrorismo com seus músculos, ela lutava contra os perigos virais com seu conhecimento.

Bar

Chambers e Redfield tentando convencer Kennedy a dar informações sobre Los Iluminados.

Encontrando Kennedy em um bar, após ficar perturbada pelo homem imediatamente discutir com Redfield pouco após chegarem, Chambers repreendeu os dois com raiva, revelando que o vírus que Arias usou já estava dentro dos corpos de pessoas em todos os lugares e simplesmente precisava ser ativado por um gatilho externo. Deixando então para trás uma amostra de seu sangue vacinado e um laptop cheio de dados sobre a produção da vacina, ela saiu com desgosto do local ao perceber que ambos os agentes estavam agindo de forma egoísta por deixarem suas perdas e rancores interferirem no que realmente era importante: salvar o mundo do bioterrorismo. Por se afastar de Redfield e Kennedy, isso facilitou que Maria e Diego Gomez a sequestrassem quando atacaram o local, a levando logo depois para o esconderijo de Arias em Nova York.

Ao acordar no cativeiro, Chambers fora confrontada por Arias, que ordenou que ela fosse presa com vida. Enquanto os dois conversavam, ela revelou tudo o que aprendeu sobre o A-Vírus, o que impressionou seu captor. Arias então contou seus motivos para capturar Chambers, pois ela se parecia com a falecida noiva de Arias, Sarah. Tentando por sua vez colocar a aliança de casamento de Sara nas mãos de Chambers, devido sua resistência a ponto de socá-lo, Arias decide que ele implantará o braço de Sara na doutora. Mais tarde, após ser imobilizada em uma mesa cirúrgica, Arias revela que usou o sangue de Chambers para criar uma cepa mais forte do A-Vírus, a injetando na mulher logo depois e casualmente a informa que teria apenas 30 minutos até que o vírus a consuma totalmente. Após isso, Arias a deixa para ir ao telhado do estabelecimento.

Chris, Leon Rebecca NY surto fim

Chambers com Redfield e Kennedy após o fim do surto de Nova York.

Posteriormente, Redfield encontrou Chambers, porém já bastante debilitada. Os dois então seguiram em direção para o telhado, porém são confrontados por Arias enquanto a condição de Chambers piorava a cada segundo. Logo após o confronto onde o bioterrorista fora jogado do topo do prédio, a doutora diz a Redfield que ele deveria matá-la, pois seu tempo estava se esgotando, porém, Redfield recusou, estando determinado a encontrar a vacina para salvá-la. Uma vez então que Arias regressou ao terraço como uma arma bio-orgânica monstruosa ao ser fundir com Diego, Chambers apenas assistiu impotente enquanto Kennedy, Redfield e sua unidade, a Silver Dagger, batalhavam contra o monstro. Com a batalha vencida graças aos esforços combinados de todos, Redfield administrou a cura para Chambers, salvando sua vida. Os três então refletem sobre a sobrevivência de mais um horror enquanto liberavam a cura no ar ao redor das partes afetadas de Nova York. Durante o voo, Chambers se lembra da última vez que ela e Redfield compartilharam um passeio de helicóptero juntos e como tudo se parecia muito como naquela época.

Referências

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 キャラクター Personagens (Japonês). Biohazard 0 Página Web Oficial. Capcom (2008).
  2. 2,0 2,1 2,2 BIOHAZARD THE STAGE 公式ホームページ / バイオハザードが舞台化!キャスト紹介やチケット情報など (Japonês). BIOHAZARD THE STAGE Website Oficial (2015).
  3. Entrevista com Barry Gjerde, dublador de Barry Burton no primeiro Resident Evil (1996). Resident Evil Database.
  4. Resident Evil (2002), créditos (cena).
  5. [1]
  6. Resident Evil 5: Gold Edition (2010), cena: "Créditos"
  7. Twitter de Erin Cahill
  8. Resident Evil (1996), créditos (cena).
  9. Resident Evil 0 (2002)
  10. 10,0 10,1 Resident Evil: The Umbrella Chronicles (2007), arquivo: Perfil de Rebecca Chambers.
  11. Hamamura (ed.), Kaitaishinsho p.014.
  12. 12,0 12,1 Hamamura (ed.), KAITAISHINSHO , p.007.
  13. biohazard 0 kaitaishinsho. Enterbrain. p. 012.
  14. Resident Evil 0 (2002).
  15. 15,0 15,1 Resident Evil 0 (2002), cena: "Abertura".
  16. Resident Evil 0 (2002), cena: "Almas que partiram".
  17. 17,0 17,1 Resident Evil 0 (2002), cena: "A morte de Edward".
  18. Resident Evil 0 (2002), cena: "Edward se torna um Zumbi".
  19. Resident Evil 0 (2002), cena: "Equipe Delta".
  20. Resident Evil 0 (2002), cena: "Impacto".
  21. Resident Evil: The Umbrella Chronicles (2007), nível: "Descarrilamento do Trem 1"
  22. 22,0 22,1 Resident Evil 0 (2002), arquivo: "Relatório sobre B.O.W.".
  23. Resident Evil 0 (2002), arquivo: "Registro de Crescimentos das Sanguessugas".
  24. Resident Evil 0 (2002), arquivo: "Diário do Diretor Assistente".
  25. Resident Evil 0, luta contra o Centurião.
  26. Resident Evil 0 (2002), cena: "Rebecca cai".
  27. Resident Evil 0 (2002), cena: "Resgate de Rebecca".
  28. Resident Evil 0 (2002), arquivo: "Diário do Trainee de Gestão".
  29. Jogabilidade de Resident Evil 0 (2002).
  30. 30,0 30,1 Resident Evil 0 (2002), cena: "Enrico".
  31. Luta contra o T-001 (1ª vez)
  32. Resident Evil 0 (2002), cena: "Chegada do Elevador".
  33. Resident Evil 0 (2002), cena: "Águas Furiosas".
  34. Resident Evil 0 (2002), cena: "Resgate de Billy".
  35. Luta contra o T-001 (2ª vez), ataque da Crawler Plague e sanguessugas
  36. 36,0 36,1 Resident Evil 0 (2002), cena: "Confrontando Marcus".
  37. 37,0 37,1 Luta contra Marcus/Rainha Sanguessuga (2ª parte)
  38. 38,0 38,1 38,2 38,3 Resident Evil 0 (2002), cena: "Encerramento".
  39. 39,0 39,1 39,2 39,3 Resident Evil: The Umbrella Chronicles (2007), nível: "Pesadelo 1".
  40. Resident Evil: The Umbrella Chronicles (2007), nível: "Pesadelo 2".
  41. Resident Evil (2002), cena: "Abertura"
  42. Resident Evil Archives (2005), p. ??
  43. 43,0 43,1 Luta contra chefe T-002 (2).
  44. Resident Evil 2 (1998), arquivo: "Relatório de Rebecca".
  45. BIOHAZARD THE STAGE.
  1. No Resident Evil original, Rebecca comenta que foi estranho o helicóptero quebrar, já que ela o havia consertado pouco antes do início da missão.
  2. Rebecca conta isso a Chris depois que ele os encontra.
  3. Brad ligou três vezes, mas não recebeu nenhuma resposta devido ao mau funcionamento do Walkie Talkie de Richard.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.